A livraria na República Tcheca que foi considerada a mais bonita do mundo

“Sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de livraria.”
(Jorge Luis Borges)

VIVIMETALIUN

Uma das coisas boas de viajar é poder voltar com a mala cheia de livros que, além das histórias que retratam, também têm uma boa história de viagem por trás. E se esses livros forem comprados na livraria mais bonita do mundo, a história fica melhor ainda, não acha?

Quem quiser incluir um exemplar com essa característica na sua própria biblioteca, precisará visitar a República Tcheca em sua próxima viagem. Afinal, é lá que está localizada a livraria Klementinum, detentora do título de mais bonita do mundo, que pode ser facilmente encontrada no centro histórico de Praga.

Além de uma imensa coleção de livros, que inclui algumas raridades, a Klementinum também é um lugar para os amantes da arquitetura barroca. Seus quase três séculos de história foram capazes de somar um acervo de mais de 20 mil livros.

Dá uma olhada na beleza do espaço:

livraria1

Fotovia

livraria2

Fotovia

Ver o post original 14 mais palavras

Humanidade às Cegas

PIÑATA-458x354

Tanto jornal, tanta rádio, tanta agência de informações, e nunca a humanidade viveu tão às cegas. Cada hora que passa é um enigma camuflado por mil explicações. A verdade, agora, é uma espécie de sombra da mentira. E como qualquer de nós procura quase sempre apenas o concreto, cada coisa que toca deixa-lhe nas mãos o simples negativo da sua realidade.

Miguel Torga‬, in “Diário (1948)”

Portugal‬
12 Ago 1907 // 17 Jan 1995
Escritor/Poeta

funny-satirical-evolution-charles-darwin-day-111__700-458x344

Como surgiu o Dia dos Avós…

13731666_10157171033040075_8925598276976003319_n

Conta a história que, no século I a.C., Ana e seu marido, Joaquim, viviam em Nazaré e não tinham filhos, mas sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma criança. Apesar da idade avançada do casal, um anjo do Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida, e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a quem batizaram de Maria.

Devido à sua história, Santa Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos. Ana morreu quando Maria tinha apenas três anos. Maria cresceu conhecendo e amando a Deus e foi por Ele a escolhida para ser mãe de seu filho Jesus Cristo.

São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos avôs e avós.

 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

10329757_10154412176455075_4052719677336086602_oUm abraço especial e muito carinhoso aos vovós que acompanham o blog sempreviva! E aos nossos avós que estão no Céu, enviamos uma prece bem bonita e rogamos a Deus para que estejam em Paz. Agradeço por ter sido premiada com os avós que tive. Todos eles foram maravilhosos e me ensinaram muito com seus exemplos de sabedoria.  Quando chegar a minha vez, se Deus quiser, estarei pronta para amar, mimar e transmitir o que aprendi com os meus avós.

 

#DiaDoEscritor Nossa homenagem a esse ofício que nos ensina a pensar…

13781862_1075909139168354_8435043226053634903_nEm nome da Editora Muiraquitã quero parabenizar e agradecer publicamente aos nossos escritores, bem como das editoras do Brasil e do Mundo, pela entrega de suas vidas ao ofício criativo das palavras. Esse ofício tão importante que nos ensina a pensar…
Para a história de uma editora não é suficiente publicar livros vendáveis. Uma das características fundamentais é criar um diferencial. Ao se tornar conhecida por ser diferente das outras, uma editora conquista o interesse e a aproximação dos leitores. E com o foco em nossa Editora Muiraquitã queremos salientar que se torna indispensável evidenciar e agradecer aos nossos autores, pois são eles os maiores responsáveis por fazermos a diferença entre outras editoras. As nossas relações vão além da simples parceria editora/escritores. Nesse ano de 2016, mais precisamente em 24 de Setembro, completamos 25 anos de história. Foi esse tempo que nos ajudou a construir as gratíssimas relações de amizade com os escritores que publicamos. Para nossa editora isso representa mais que um prêmio conquistado. Queremos enfatizar que a nossa relação de afeto com os nossos autores começa a ser construída quando eles nos dão a oportunidade de ter contato com o texto que escreveram e sobre o qual se debruçaram por horas, dias, meses e anos de suas vidas, antes que se torne um livro acessível ao público. Cada um desses amigos representa uma joia no tesouro da vida editorial, protegido com afeto e alto grau de confiabilidade.
Labouré Lima

 

No dia 25 de julho comemora-se o Dia Nacional do Escritor, data instituída em 1960 pelo então presidente da União Brasileira de Escritores, João Peregrino Júnior, e pelo seu vice-presidente, o célebre escritor Jorge Amado. O Dia do Escritor surgiu após a realização do I Festival do Escritor Brasileiro, iniciativa da UBE. O grande sucesso do evento foi primordial para que, por intermédio de um decreto governamental, a data fosse instituída com a finalidade de celebrar a importância do profissional das letras, profissão que, infelizmente, nem sempre tem sua relevância reconhecida.

 

Fique por dentro das novidades da Editora Muiraquitã acompanhe o nosso blog e acesse também a nossa livraria virtual. Agora você pode comprar nossos livros sem sair de casa http://editoramuiraquita.lojaintegrada.com.br/

 

Se você tem um livro para publicar recomendamos que leia esse artigo no site da Editora Muiraquitã

“Algum dia teríamos de chegar aonde chegámos, nós que nos autointitulamos «civilizados».”


“Os recursos naturais do planeta são limitados. Os recursos dos seres humanos para roubar, saquear e desperdiçar são ilimitados. Algum dia teríamos de chegar aonde chegámos, nós que nos autointitulamos «civilizados». E fico-me a perguntar se os verdadeiros civilizados não são aqueles povos para os quais a terra é sagrada e não uma mercadoria sem alma, pronta a ser negociada.”

J.R. 08.37 h. 22.7.16

(Cascais, Portugal)

~~~~~~~~~~~~~~~

Esse assunto merece aprofundamento … Certamente que a resposta de cada um de nós percorre um caminho mais longo e complexo. Não é fácil compreender a civilização e há muito o que dizer sobre o tema. A princípio todos nós somos identificados como gente civilizada. Mas lamentavelmente nem todos alcançam o verdadeiro conceito de humanidade ou algo que se aproxime disso. O que nos diferencia da outra parte que anda por aí com disfarce de humano é o comportamento da besta fera que ultrapassa qualquer entendimento.

Não deixe ninguém falar que seus sonhos não serão realidade.

  

Era uma vez uma corrida de sapinhos. O objetivo era atingir o alto de uma grande torre.

Havia no local uma multidão assistindo. E a competição começou.

Infelizmente uma onda de negativismo pairou sobre a multidão: “Que pena… esses sapinhos não vão conseguir, não vão conseguir!”

E os sapinhos começaram a desistir. No entanto, havia um que persistia e continuava a subida, em busca do topo.

A multidão continuava gritando: “Que pena! Vocês não vão conseguir!”

E os sapinhos estavam mesmo desistindo, um por um… menos aquele sapinho que continuava tranqüilo, embora cada vez mais ofegante.

Já ao final da competição, todos desistiram, menos ele. E a curiosidade tomou conta de todos, que queriam saber o que tinha acontecido… E assim, quando foram perguntar ao sapinho como ele havia conseguido concluir a prova, descobriram: o sapinho era surdo!

Não permita que pessoas com o péssimo hábito de serem negativas derrubem as melhores e mais sábias esperanças de seu coração! Não deixe ninguém falar que seus sonhos não serão realidade. Você pode!!!

Autor Desconhecido

De Janis Joplin a Amy Winehouse… a lista de talentos abduzidos pelo vício não pára de crescer…

Cm8uUnvWEAEN7jn

Foto via Twitter  @herbertmatteie

Achei melancólico o encerramento do Fantástico, desse domingo, com a reportagem sobre Janis Joplin, seus desencontros amorosos e a dependência química que roubou a sua vida em uma overdose. Ela não chegou nem a ver o telegrama do ex-namorado David, convidando-a para uma viagem romântica. O programa acabou e fiquei pensando sobre o que teria acontecido se ela houvesse lido o telegrama de amor antes de consumir a dose mortal… Enfim, achei o assunto pesado demais para terminar o domingo e passei para o canal Multishow. Estava passando a chamada para o especial dos 5 anos da morte da outra musa do jazz, Amy Winehouse. Quantos artistas geniais já perdemos para as drogas?!! Foram tantos… Tomara que um dia, que não esteja muito distante, aconteça um milagre e os faça entender que se a droga fosse uma coisa boa ela teria outro nome que não esse. Todas as vezes que esbarro nesse assunto penso em quantas pessoas maravilhosas foram abduzidas pelo vício e nunca mais voltaram. Que pena! 

Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre.

Com certeza, esse é um texto sempre oportuno para refletir. Questione a sua consciência sobre como você está para a vida, considerando o texto “milho de pipoca”. Aproveite-o e reflita: “seria você o milho que passou pela prova do fogo e se tornou uma linda flor branca e macia? Ou será que está vivendo como o milho piruá que não serve para nada?”

milho-ou-pipoca

Milho de pipoca que não passa pelo fogo, continua a ser milho para sempre. Assim acontece conosco. As grandes transformações ocorrem quando passamos pelo fogo.

Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito. Mas, de repente vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor. Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, um pai, um emprego ou empobrecer. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento cujas causas ignoramos.

Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo o sofrimento diminui. Mas as possibilidades da grande transformação também.

Imagino que a pobre pipoca, dentro da panela cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer. Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina daquilo que ela é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo, a grande transformação acontece: BUM! E ela aparece como outra coisa completamente diferente, algo que ela mesmo nunca havia sonhado.

Bem, ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode haver coisa mais maravilhosa que o jeito delas serem. A presunção e o medo são a casca dura do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar em flor branca, macia nutritiva. Não vão dar alegria a ninguém.

Rubem Alves.

Nice parece distante, mas só parece. Do lado de cá do Oceano, a solidariedade nos une e aproxima. #prayersforNice

Com o impacto dos primeiros vídeos que chegaram pelo Twitter, me senti desolada e profundamente triste, após tomar conhecimento da tragédia que se abateu sobre Nice, na noite dessa quinta-feira, 14 de julho de 2016, durante as comemorações da França, pelo ‘Dia da Bastilha’.

Enquanto zapeava o Facebook em busca de informações que esclarecessem o desatinado ato de terror, que vi pelo Twitter em tempo real, encontrei um texto poético e muito bonito, escrito por meu querido amigo frei Neylor, frade franciscano, residente no Convento de Santo Antônio, no Largo da Carioca, Rio de Janeiro. Confesso que assim que avistei o texto, me entreguei a leitura. Estava tão fragilizada emocionalmente, naquele momento, que absorvi o texto como se estivesse sendo envolvida por um abraço forte, longo e demorado, de um bom amigo. A sua mensagem trouxe  alento e uma certa paz. Então, retribui o abraço imaginário e fiquei ‘abraçada’ ao texto do meu amigo pelo resto da noite. Como quem acha um oásis na aridez desse mundo insano, com a breve leitura experimentei a sensação de refrescar a alma, ‘incendiada’ pelo medo crescente com a proximidade das Olimpíadas do Rio de Janeiro. A incerteza desse tempo, deu origem a uma interrogação absurda.

~~~~~~~~~~~~~

De Frei Neylor José Tonin. OFM.

AMIGOS & AMIGAS:Saí a passeio pela natureza. Vi rosas de pétalas abertas e muitas flores oferecendo aos pássaros o pólen de suas entranhas, e todas me saudando com um alegre BOM DIA. Vi frutas, muitas frutas, de muitas cores, figos, laranjas, carambolas, convidativas e saborosas, na ponta dos galhos das árvores, também me dizendo BOM DIA. Vi passarinhos voando, cabriolando, cantando, ariscos e festivos, me dizendo BOM DIA. Vi um regato de águas puras, envolvendo peixinhos irriquietos, se divertindo e namorando, à cata de alimento, e me saudando com um BOM DIA. Vi muitas árvores, altivas e altaneiras, outras baixinhas com cara de arbusto, cobertas de folhas e de braços abertos para o infinito do céu, e todas dizendo BOM DIA mundo. Lá encima, o sol de inverno, não muito quente mas brilhante, cobrindo ruas e vales, se derrmando suavemente sobre as flores e as árvores, e deixando escapar um caloroso BOM DIA.

E vi uma pessoa, de cara fechada, passando por mim e indo em direção da igreja. Saudei-a alegremente com um BOM DIA. Virou a cara e fechou-a ainda mais. Não respondeu a minha saudação. Pensei comigo: Será que conseguirá rezar? Como será sua oração? Será que ela vai se encontrar com o Deus que está nas flores, nos passarinhos, nas águas e no sol, e está em mim? O que Deus vai lhe inspirar? Ela está mais perto do céu ou do inferno?
~~~~~~~~~~~~~~

Caríssimo frei Neylor

Aprendi a valorizar primeiro as primeiras coisas, aquelas que nos fazem bem de verdade. Dessa forma toda beleza e poesia das suas palavras, tocaram meu coração. Acredite.

Depois de saber da tragédia ocorrida no Sul da França, me senti imensamente triste e abalada pela crueldade com que foi realizado o ataque. Nice parece distante, mas só parece. Do lado de cá do Oceano, a solidariedade nos une e aproxima. O povo de Deus é único, não vê fronteiras.

Lembrando aquela ‘pobre alma’ que não respondeu ao seu bom dia, penso que ela precisa das nossas orações. Todas as pessoas têm seus problemas e nós não sabemos nada sobre o sofrimento alheio.

E para encerrar deixo essa pérola de sabedoria que ouvi de uma amiga muito querida: “Com  o olhar sempre em frente, é possível enxergar até o que incomoda. Procure olhar mais para o alto, nessa direção é possível alcançar as Bênçãos de Deus.”

Paz e bem a todos🙏

“Por acaso, eu mesma…”

via @derickpaul

 

“Quando olho para o meu passado, encontro uma mulher bem parecida comigo — por acaso, eu mesma — porém essa mulher sabia menos, conhecia menos lugares, menos emoções.”

 

  Martha Medeiros

Entradas Mais Antigas Anteriores

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 8.531 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: