Hoje, minhas “tangerinas” são outras…

tangerina

Foto: reprodução Mundo Estranho

Pai começa o começo…

Quando eu era criança e pegava uma tangerina para descascar, corria para meu pai e pedia: – “pai, começa o começo!”. O que eu queria era que ele fizesse o primeiro rasgo na casca, o mais difícil e resistente para as minhas pequenas mãos. Depois, sorridente, ele sempre acabava descascando toda a fruta para mim. Mas, outras vezes, eu mesmo tirava o restante da casca a partir daquele primeiro rasgo providencial que ele havia feito.

Meu pai faleceu há muito tempo (e há anos, muitos, aliás) não sou mais criança. Mesmo assim, sinto grande desejo de tê-lo ainda ao meu lado para, pelo menos, “começar o começo” de tantas cascas duras que encontro pelo caminho. Hoje, minhas “tangerinas” são outras. Preciso “descascar” as dificuldades do trabalho, os obstáculos dos relacionamentos com amigos, os problemas no núcleo familiar, o esforço diário que é a construção do casamento, os retoques e pinceladas de sabedoria na imensa arte de viabilizar filhos realizados e felizes, ou então, o enfrentamento sempre tão difícil de doenças, perdas, traumas, separações, mortes,  dificuldades financeiras e, até mesmo, as dúvidas e conflitos que nos afligem diante de decisões e desafios.

Em certas ocasiões, minhas tangerinas transformam-se em enormes abacaxis…..

Lembro-me, então, que a segurança de ser atendido pelo papai quando lhe pedia para “começar o começo” era o que me dava a certeza que conseguiria chegar até ao último pedacinho da casca e saborear a fruta. O carinho e a atenção que eu recebia do meu pai me levaram a pedir ajuda a Deus, meu Pai do Céu, que nunca morre e sempre está ao meu lado. Meu pai terreno me ensinou que Deus, o Pai do Céu, é eterno e que Seu amor é a garantia das nossas vitórias.

Quando a vida parecer muito grossa e difícil, como a casca de uma tangerina para as mãos frágeis de uma criança, lembre-se de pedir a Deus:

“Pai, começa o começo!”. Ele não só “começará o começo”, mas resolverá toda a situação para você.

Não sei que tipo de dificuldade eu e você estamos enfrentando ou encontraremos pela frente neste ano. Sei apenas que vou me garantir no Amor Eterno de Deus para pedir, sempre que for preciso: “Pai, começa o  começo.”

(Autor desconhecido. O texto encontra-se reproduzido em diversos blogs)

Palavra de Vida por #ChiaraLubich (1979)

Cristo Redentor

Cristo Redentor. Rio de Janeiro. Brasil.

Quantas vezes na vida você gostaria de ser ajudado por alguém e ao mesmo tempo percebe que nenhuma pessoa pode resolver o seu problema! Então, quase sem perceber, você se dirige a Alguém que sabe tornar possível as coisas impossíveis. Esse Alguém tem um nome: é Jesus.
Ouça o que Ele diz a você:

“Em verdade vos digo: se tiverdes fé do tamanho de um grão de mostarda, direis a esta montanha: ‘Vai daqui para lá’, e ela irá. Nada vos será impossível.”

É evidente que a imagem de “transportar montanhas” não deve ser tomada ao pé da letra. Jesus não prometeu aos discípulos o poder de realizar milagres espetaculares para impressionar o povo. De fato, se você investigar toda a história da Igreja, não encontrará nenhum santo, que eu saiba, que tenha transportado montanhas com a fé. “Transportar montanhas” é uma hipérbole – ou seja, um modo de dizer propositalmente exagerado – para incutir na mente dos discípulos a convicção de que, para a fé, nada é impossível.
Com efeito, todos os milagres que Jesus realizou, diretamente ou por meio de seus discípulos, sempre foram feitos em vista do Reino de Deus, ou do Evangelho, ou da salvação dos homens. Para esse fim, de nada serviria transportar uma montanha.

A comparação com “o grão de mostarda” indica que Jesus pede a você não uma fé maior ou menor, mas sim uma fé autêntica. E a característica da fé autêntica é apoiar-se unicamente em Deus e não nas próprias capacidades. Se você for tomado pela dúvida ou pela hesitação na fé, significa que a sua confiança em Deus ainda não é plena. Sua fé ainda é fraca e pouco eficaz, ainda se apoia nas suas forças e na lógica humana. Ao passo que a pessoa que se confia inteiramente a Deus deixa que seja Ele mesmo a agir e… para Deus nada é impossível.
A fé que Jesus pede aos discípulos é justamente essa atitude cheia de confiança que permite ao próprio Deus manifestar o seu poder.

E essa fé – esta sim, capaz de transportar montanhas – não está reservada a uma ou outra pessoa extraordinária. Ela é possível e obrigatória para todos os que creem.

“Em verdade vos digo: se tiverdes fé do tamanho de um grão de mostarda, direis a esta montanha: ‘Vai daqui para lá’, e ela irá. Nada vos será impossível.”

Supõe-se que Jesus tenha dirigido essas palavras aos seus discípulos quando estava para enviá-los a pregar. É fácil desanimar e assustar-se quando se tem a consciência de ser um “pequeno rebanho” despreparado, sem talentos especiais, diante de multidões incalculáveis às quais se deve levar a verdade do Evangelho. É fácil desanimar diante de pessoas cujos interesses nada têm a ver com o Reino de Deus. Parece uma missão impossível.
É então que Jesus garante aos seus que, com a fé, “transportarão as montanhas” da indiferença, do desinteresse do mundo. Se eles tiverem fé, nada lhes será impossível.
Além disso, essa frase pode ser aplicada a todas as demais circunstâncias da vida, desde que estejam orientadas ao progresso do Evangelho e à salvação das pessoas. Às vezes, diante de dificuldades insuperáveis, pode surgir a tentação de não se dirigir nem sequer a Deus. A lógica humana sugere que não vale a pena, pois é inútil. Eis então a exortação de Jesus a não desanimar e a se dirigir a Deus com muita confiança. Ele, de um modo ou de outro, haverá de atender.

Chiara Lubich

Esta Palavra de Vida foi publicada originalmente em setembro de 1979

Um Novo Capítulo da Vida…

A nossa família sempre foi firme e unida, nas horas boas e más. Todos sabemos que não há família isenta de problemas. Todas têm.  É inerente, algo natural da vida. Nas recentes 48 horas sofremos unidos, como família, no último adeus à Higina. Eternamente querida e especial para todos nós.

O ‘Dia Internacional da Mulher’ está chegando e a verdade seja dita, apesar de todo avanço da medicina, o ‘Câncer de Mama’ continua matando muitas mulheres. Sobre isso, quero dedicar uma reflexão mais aprofundada em outro post.

Ao acordar meu primeiro pensamento foi dirigido para Higina. Desde 1989, éramos vizinhas de porta. Nossos apartamentos são no mesmo andar. Como se fossem casas geminadas. O que nos separava era tão somente uma parede nos quartos da frente, entre o meu e o dela.  O silêncio desse novo dia trouxe a sensação de um vazio inquietante. Felizmente temos a nossa fé. Acreditamos que a esperança é a tônica da vida e que ela renasce em cada amanhecer. Como filhas de Deus estaremos sempre unidas, pela certeza de que a morte não é o fim.

É vivendo que vamos dia a dia encurtando a distância e nos preparando para o reencontro que um dia ocorrerá.

E é vivendo que amadurecemos, evoluímos espiritualmente e passamos a compreender tantas coisas e a descobrir novos valores.

Estamos recomeçando e vamos prosseguir com muita fé em Deus. O Grande Mestre há de nos guiar na construção desse novo capítulo da vida.

A esperança sobrevive!

#Oremos pelas famílias de #SantaMaria para que encontrem a resistência que tanto precisam, com amor, fé e coragem.

Imagem

Queridos, sendo mãe de duas jovens quero abrir meu coração solidário às mães de Santa Maria, valendo-me das flores do 4º Motivo da Rosa colhidas no jardim das letras de Cecília Meireles, e bem cultivadas no mural da Maria Alice De Toledo Gaspar, no FaceBook. Através dessas rosas quero deixar a minha sentida reflexão de amor, Paz e Bem a essas mães que sofrem como a roseira machucada quando arrancam suas flores, sabendo que cada rosa ao perder suas pétalas sobreviverá no perfume da saudade… que é eterna. É isso que vai restar ao coração dessas mães que estão chorando a ausência dos seus filhos…

Com todo sentimento que trago na alma, elevo minhas preces a Deus pedindo conforto para as famílias enlutadas; pedindo muita força para que os sobreviventes sejam curados dos seus ferimentos, no corpo e na alma. E que os anjos da calma e do aprendizado estejam com todos eles, ensinando-os a encontrar a resistência que tanto precisam, no amor, na fé e na coragem, nesse momento de árdua luta pela continuidade da vida.

Que Deus abençoe a todos e enxugue o pranto das famílias de Santa Maria, RS ♥ Amém! 

4º Motivo da Rosa

de Cecília Meireles

Não te aflijas com a pétala que voa:
também é ser, deixar de ser assim.

Rosas verá, só de cinzas franzida,
mortas, intactas pelo teu jardim.

Eu deixo aroma até nos meus espinhos
ao longe, o vento vai falando de mim.

E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.

Queria ser como ovelhas…

” É  preciso que saibamos deixar de lado a hipocrisia que resulta na vergonha inútil de expor os bons sentimentos.

Não se mede a nobreza de um ser, somente pelas horas de felicidade  em sua alma e as alegrias que essa sensação proporciona.

Um coração  que chora sempre  tem  algo importante  a dizer, porque traz no seu testemunho todo o sabor de ter experimentado as dores do mundo… e isso o  engrandece.

Benditos os que choram porque serão consolados…”

Labouré Lima

____________________________

“Um certo jovem procurou um ancião e expôs-lhe as dificuldades da vida e se havia alguma solução? O ancião disse-lhe que a única coisa que lhe podia garantir era que êle segurasse a mão de Deus e que não receasse a crise. Outrossim é a história de uma criança que estava muito insegura e que perguntou ao pai se era possível ela deixar de ter mêdo? O pai com amor olhou-a nos olhos e disse-lhe que ela precisava se tornar ovelha. Logo, o filho lhe perguntou: como me posso tornar ovelha? Então o pai mostrou-lhe um rebanho de ovelhas com o seu pastor. De repente uivou o lobo para atacar o rebanho e as ovelhas ficaram amedrontadas. Foi quando o pastor tocou umas notas na sua flauta e logo as ovelhas compreenderam que não estavam desprotegidas. A criança entendeu e sorriu para o pai dizendo-lhe que queria ser como as ovelhas.”

____________________________________________

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: