O sucesso pertence aos iluminados…

CY1tFBQWMAEdD9X

Para sentir a força da Natureza há que observar a sabedoria do tempo. Só se deve olhar o caminho percorrido se for aprender algo com ele. Até os erros podem ensinar muito, quando bem avaliados. A consciência da inspiração eleva a espiritualidade. Os movimentos da vida provocam alternâncias imprevisíveis, tudo muda a todo instante. Saiba determinar um desejo ao Universo e ele vai conspirar em seu favor. Sempre é tempo de aprender a alinhar os pensamentos na direção da luz, ninguém merece viver na escuridão da ignorância. Sempre é tempo de aprender a caminhar sem medo das travessias, ninguém merece viver estagnado. Sempre é tempo de aprender a  acreditar que o sucesso pertence aos iluminados, ninguém merece passar a vida na obscuridade.

Labouré Lima

 

Anúncios

Viva e deixe viver!!

20140328-160154.jpg
Tarefas para hoje:
Contar as coisas boas que tenho;
praticar a amabilidade;
não agoniar-me pelo que não posso controlar;
escutar o coração;
sorrir;
produzir;
respirar.

Senhor, concedei-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar. Coragem para modificar aquelas que posso. E sabedoria para reconhecer as diferenças.

Grande lição de sabedoria, amor e respeito… “A lenda do monge e do escorpião”

Imagem

Certo dia um Monge tibetano passeava nas margens do Rio Bramaputra com seus discípulos  e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, mergulhou na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio.

Foi então a margem tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

– Mestre, deve estar doendo muito! Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:
– Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha. A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.

E foi por isso que salvei a sua vida.

Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com que nos relacionamos. Não podemos e nem temos o direito de mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode. Devemos fazer a nossa parte com muito amor e respeito ao próximo. Cada qual conforme sua natureza, e não conforme a do outro.

“Jesus disse: conhece-se a árvore boa ou má, pelos frutos.” Cada um dá aquilo que têm, não podemos esperar maçãs, de um limoeiro, assim como o monge não esperou carinho do escorpião.

Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam…

Amém! Que assim seja!

Fonte: Desconheço o autor. Há muitas formas de contar essa história… pesquise na web e escolha a sua versão.

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: