Uma homenagem ao poeta apaixonado e a sua musa no #DiaDosNamorados ♥️ ♥️

Nesse domingo, talvez motivado pelo Dia dos Namorados, o Fantástico apresentou uma reportagem explicando como funcionam os aplicativos de relacionamentos. E até mostraram alguns casais que foram bem sucedidos. Então lembrei que os meus pais se conheceram por meio de uma página de relacionamentos que era publicada em uma revista dominical do Rio de Janeiro na década de 50.

Geraldo era niteroiense, vivia em Nova Friburgo. Eunice nasceu em Campos dos Goytacazes e morava em um povoado dentro da fazenda da Usina de Açúcar Sto Antônio. Um lugar chamado Kundo. Perto do fim do mundo. Assim diziam para exemplificar a distância que os separava. Lá não havia luz elétrica, ônibus, carros, escolas e nem o carteiro chegava. Os meios de transporte na região, eram cavalos, charretes, carros de bois, bicicletas e os tratores da usina que transportavam cana de açúcar.

Ela alugava uma Caixa Postal no Correio Central da cidade, para receber as cartas dos seus correspondentes. Eram ao todo 58 pessoas do Brasil, Portugal e outros países de língua portuguesa.  A frequência na troca de correspondências dependia da distância. Algumas podiam ser semanais, outras quinzenais e mensais. Se compararmos com a era da internet, naquela época a velocidade da comunicação era bem diferente. As correspondências eram sempre manuscritas e eles exercitavam a caligrafia para facilitar a leitura. Assim aconteciam os relacionamentos à distância, envolvendo pessoas de diferentes culturas.

Era um meio importante de comunicação para uma professora do interior que gostava de obter informações sobre o que se passava com a cultura e o comportamento nos lugares distantes daquele povoado em que morava. Além das cartas que os amigos correspondentes trocavam, também chegavam revistas, livros, cartões postais e fotos contando suas histórias de vida.

Eunice foi estudar na cidade com apoio dos pais. Vovô era um pai muito zeloso. Ele fez com que ela assumisse o compromisso de voltar para alfabetizar os irmãos e vizinhos que não podiam sair para estudar na cidade. Esse foi o grande mote para ela frequentar o ‘Clube de Correspondências’ publicado na revista ‘A Cigarra’. Quando voltou ao seu lugar de origem, ela percebeu o quanto vivia distante da civilização.

Papai era um poeta. Ele tinha 14 anos a mais que ela. E já fazia parte do funcionalismo público do Estado do Rio, servindo na Secretaria de Finanças de Nova Friburgo. Depois de seis meses trocando cartas ele comprou uma  passagem de trem e embarcou numa aventura que deu certo. Quando decidiu viajar para ir aos Correios de Campos, ele sabia que não sairia da cidade sem descobrir onde ela morava. E foi assim que ele apareceu na casa dos pais dela, sem avisar.

Através das cartas descobriram que um era parte da vida do outro, porque se completavam e se entendiam muito bem. Portanto logo na primeira visita ficaram noivos e no ano seguinte se casaram. Depois da cerimonia ela foi embora com ele para Nova Friburgo, tiveram seis filhos e foram felizes para sempre.

A diferença de uma página de relacionamentos em uma revista semanal publicada em 1950 para um aplicativo de internet em 2017, vai além dos milhões de usuários pelo mundo afora. O fator principal creio que se deve ao aspecto evolutivo do comportamento humano. Algumas questões, como criar vínculo de afeto e compromisso, são tão surpreendentes quanto voláteis, nos relacionamentos que acontecem atualmente por meio dos aplicativos encontrados na internet.

#LabouréLima
————————————————

Essa página foi publicada na Antologia ‘O Perfume da Palavra’ – volume IV – Edições Muiraquitã A poesia reproduz o primeiro encontro. E as fotos registram a primeira visita dele, na casa dos meus avós.

19146017_10158788724050075_1620068474533793788_n

 

“Por ti, Brasil, Pátria querida.” – Papai sempre sonhou com um futuro melhor para o Brasil. Hoje, eu faço isso por ele.

cislw3vu4aei1pz

 

A MOCIDADE

Qual o teu destino no futuro?
Tu que trabalhas e votas;
Teu viver não é fácil, eu sei e juro,
Juventude que cresce a pedir mais cotas.

Foste da vida sempre bom ator
Rindo e chorando ao sabor da vida
Tudo isso se chamando amor
Por ti, Brasil, Pátria querida.

Enganaram-te demais, temo o teu porvir
Na enseada de choques e paixões;
És o palhaço com o Mundo a sorrir?
Não. Tens que ser o centro de novas vibrações.

Quem sabe o dia de amanhã
Conterá menos ódio e muito mais amor,
As ovelhas nos darão mais lã
Para o agasalho de mais um pastor.

(Geraldo Lima – Chinês)

O preço do feijão não cabe no poema.

large_1465398237

 

Não há Vagas

O preço do feijão
não cabe no poema. O preço
do arroz
não cabe no poema.
Não cabem no poema o gás
a luz o telefone
a sonegação
do leite
da carne
do açúcar
do pãoO funcionário público
não cabe no poema
com seu salário de fome
sua vida fechada
em arquivos.
Como não cabe no poema
o operário
que esmerila seu dia de aço
e carvão
nas oficinas escuras- porque o poema, senhores,
está fechado:
“não há vagas”

Só cabe no poema
o homem sem estômago
a mulher de nuvens
a fruta sem preço

O poema, senhores,
não fede
nem cheira

Ferreira Gullar, in ‘Antologia Poética’

Imagem

A poesia está em tudo…

quinta-do-museu-mesa-cha-da-tarde

 

“Se eu gosto de poesia?
Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos, amizade, amor.
Acho que a poesia está contida nisso tudo.”

 

Carlos Drummond de Andrade

Amor, inspiração e sabedoria… #Shakespeare‬

CJuSOt_WUAAMYBk

 

Você diz que ama a chuva,
mas você abre seu guarda-chuva quando chove.
Você diz que ama o sol,
mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha.
Você diz que ama o vento,
mas você fecha as janelas quando o vento sopra.
É por isso que eu tenho medo.
Você também diz que me ama.

Um poema solto e sábio
de #‎WilliamShakespeare‬

 

Que nunca nos falta saúde, pão na mesa, afeto e poesia para alimentar a alma.

13015516_10156783726935075_5826693986399140077_n

 

Eu definiria o efeito poético como a capacidade que um texto oferece de continuar a gerar diferentes leituras, sem nunca se consumir de todo. (Umberto Eco)

 

À pergunta habitual: “Por que é que escreve ?”, a resposta do poeta será sempre a mais curta: “Para viver melhor.” (Perse Saint-Jonh)

ORAÇÃO PELO BRASIL

TOPSHOTS-FBL-WC-2014-BRAZIL-FEATURES

 

Querido Deus, grande e bom, senhor da terra e do céu:
Tu és também o dono de nossa querida terra, o Brasil.
Abençoa-nos com tuas graças e protege-nos com teu poder.
Olha para os pequenos e fica do lado dos crucificados.
Oferecemos-Te, principalmente, a dor dos nossos pobres
e a aflição daqueles que não têm comida em suas mesas.

Acode à dor dos que são humilhados e se sentem sem dignidade,
por que são maltratados pela arrogância dos privilegiados.
Não permitas que maus brasileiros, governantes ou não,
transformem esta linda Terra Prometida num valhacouto
para suas rapinagens desmedidas e ambições desvairadas.
Antes, que a justiça os faça sentir os rigores da Lei.

Desperta em todos nós, brasileiros, a consciência da cidadania
e o orgulho de servirmos à nossa pátria, forjando seu grande destino.
Que nunca nos falte grandeza para viver nem disposição para o sacrifício.
Em tudo e com todos nos comprometemos com o bem comum.

Querido Deus, grande e bom, senhor da terra e do céu:
Muito te agradecemos porque foste generoso com o Brasil.
Deste-nos tua Mãe Aparecida para ser nossa Rainha
e teu Filho para ser nosso Cristo Redentor. Amém.

 

Frei Neylor J. Tonin  OFM

(Convento Santo Antônio – Rio de Janeiro)

“…não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo”- Mario Quintana

Cdc9ovkXEAEpJAH

O Tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está à minha frente e diria que eu o amo…
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

Mario Quintana

Paisagem do amanhecer na Praia de Itaipú em #Niterói

 

Niterói… Cidade enternecida
nas ondas da Guanabara.

A cada esquina tua,
flui-se a poesia a melodia
de um tempo brilhoso e maravilhoso.

Crê nas palavras do poeta:
És um lugar bom de viver,
quem te conhece te ama
jamais vai te esquecer…

(Alberto Araújo 27.11.11)

 

“Eu queria ter na vida / Simplesmente / Um lugar de mato verde / Pra plantar e pra colher / Ter uma casinha branca.. “

casinha branca

Eu tenho andado tão Sozinho / Ultimamente / Que nem vejo à minha frente / Nada que me dê prazer / Sinto cada vez mais longe  / A felicidade / Vendo em minha mocidade / Tanto sonho perecer / Eu queria ter na vida / Simplesmente / Um lugar de mato verde / Pra plantar e pra colher / Ter uma casinha branca / De varanda / Um quintal e uma janela / Para ver o sol nascer / Às vezes saio a caminhar / Pela cidade / À procura de amizades / Vou seguindo a multidão / Mas eu me retraio olhando / Em cada rosto / Cada um tem seu mistério / Seu sofrer, / sua ilusão / Eu queria ter na vida simplesmente / Um lugar de mato verde / Pra plantar e pra colher / Ter uma casinha branca de varanda / Um quintal e uma janela / Para ver o sol nascer…

Entradas Mais Antigas Anteriores

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: