A saída para o impasse pode estar na decisão Salomônica… E se uma parte do prêmio fosse revertida ao assistencialismo na Guiné Equatorial?! Mas administrado por uma instituição séria.

IMG_1335
Sobre o resultado das escolas de samba do carnaval carioca… São tantos memes e críticas que estão na internet, que nem dá pra relatar em um post. Enfim, todos já sabem e estão tirando as suas próprias conclusões. Umas coerentes, outras não. Esclareço que tenho muito respeito pela comunidade de Nilópolis. Assim como todas as outras. A verdade é que eles trabalham de janeiro a janeiro para conquistar o campeonato. O orgulho dessas comunidades são as suas raízes e o posto de melhor escola de samba da cidade. Portanto, eles merecem parabéns pelo trabalho concluído e coroado de êxito em uma apresentação tecnicamente dentro do regulamento. E foi essa a leitura, quero crer, que os jurados fizeram do desfile da escola que se sagrou campeã. Mas o cerne da questão é outro… Se é fato ou boato que existiu um patrocínio, ainda não foi apurado. Mas se for verdade, esse assunto merece uma grande reflexão porque envolve a opressão de um povo terrivelmente pobre, em um país muito distante daqui. Eles vivem abandonados à própria sorte por um governo ditador que não tem compaixão por suas necessidades. Enquanto isso ficamos a nos indagar… Quais seriam os benefícios que os supostos 10 Milhões de Reais de patrocínio proporcionariam a qualidade de vida dos mais carentes naquele país? A verdade é que houve um levante do clamor popular nas mídias sociais, mas não há provas se a escola carioca realmente recebeu e quanto foi o dito patrocínio. E a discussão está evoluindo…  deu no jornal O Globo que as empreiteiras brasileiras com trabalhos na Guiné Equatorial seriam responsáveis pelo patrocínio, o que também não foi confirmado. Enfim, é sabido que algumas agremiações do Rio de Janeiro investem em programas humanitários… inclusive a Beija-Flor. Sendo assim, poderiam aplicar a decisão Salomônica para apaziguar essa questão pública.  E se uma parte do prêmio fosse revertida ao assistencialismo na Guiné Equatorial? Desde que seguramente administrado por uma instituição séria. Certamente isso não resolve os problemas em meio a tanta miséria, mas seria um gesto concreto a se considerar depois de tanta polêmica.

As Máscaras

IMG_1280
O teu beijo é tão doce, Arlequim…
O teu sonho é tão manso, Pierrô…

Pudesse eu repartir-me
encontrar minha calma
dando a Arlequim meu corpo…
e a Pierrô, minha alma!

Quando tenho Arlequim,
quero Pierrô tristonho,
pois um dá-me prazer,
o outro dá-me o sonho!

Nessa duplicidade o amor todo se encerra:
Um me fala do céu…outro fala da terra!

Eu amo, porque amar é variar
e , em verdade, toda razão do amor
está na variedade…

Penso que morreria o desejo da gente
se Arlequim e Pierrô fossem um ser somente.

Porque a história do amor
só pode se escrever assim:
Um sonho de Pierrô
E um beijo de Arlequim!

~ Menotti del Picchia ~

Com ou sem máscara, faça o seu #carnaval valer a pena🎉🎉🎉

IMG_1285
O meu amigo Frei Neylor José Tonin é uma fonte de inspiração. Hoje, em seu facebook, ele escreveu um artigo interessante sobre o carnaval. O Frei tem um viés humanista que gosto e aplaudo. Para além disso, ele instiga a pensar… Então, passei a refletir sobre a Folia de Momo que já ‘bateu na porta’, em quase todo o Brasil, por assim dizer!! E ainda que o calendário oficial tenha seu início no sábado, os eventos estão acontecendo desde o réveillon. Os dias de carnaval que antes eram apenas quatro, tiveram seus conceitos alterados. Atualmente, não há dia certo para começar, nem para acabar. E sem querer ser pragmática mas sendo, a verdade é que as brincadeiras sadias e divertidas já não são mais as mesmas… Apesar de reconhecermos os problemas com violência, prostituição e drogas, o carnaval vai continuar porque jamais faltarão foliões. Eles sempre estarão ávidos por se lançar à sorte nos blocos e em outras aglomerações típicas dessa festa… Por mais que seja interessante espiar pela TV, o melhor é não se deixar escravizar e distribuir o tempo com outras atividades, como filme, livro, gastronomia ou música, para garantir a diversão feliz, sem cair no tédio da rotina. O carnaval é alegre e por natureza despojado de preconceitos, a ver pelas múltiplas escolhas dos seus perfumes, sabores, imagens e cores. Enfim, tem para todos os gostos… O que importa é aproveitar, mesmo que para alguns o carnaval seja uma breve espiadela na folia de Momo, ninguém deixa de brincar e se divertir. Use a sua criatividade para banir a tristeza, mas não esqueça que a máscara é uma fantasia… Invente o seu carnaval e boa folia!

A alegria é a marca registrada do brasileiro, em qualquer lugar do mundo. Isso ninguém vai mudar!

palhaço

Hoje eu vi um pouco do programa “Encontro com Fátima Bernardes” em que foi abordada a questão de chipar ou não o uniforme dos alunos. A nova geração já vive chipada… a garotada anda com o celular na mão. O ideal de vida é viver com liberdade. Mas como desfrutar dela, nessa onda de violência? A vigilância digital faz parte da nova realidade. É óbvio que ninguém quer viver monitorado. Mas a nova realidade indica que a vigilância digital se tornou uma alternativa de segurança. Fato! Parece utopia que um sistema no celular seja o nosso rastreador de segurança. Um filme de ficção que invadiu a realidade.

Mas é isso! Embora sejam questões de vigilância diferentes… o governo nos vigia e o contrário não acontece, isso precisa mudar. Nós brasileiros precisamos viver mais atentos e deixar de ser engabelados com promessas políticas que acabam engavetadas.

A verdade é que no Brasil enquanto houver carnaval, futebol e feriado, o brasileiro sempre vai levar a vida numa boa. A alegria é a marca do nosso povo. Isso ninguém vai mudar!

E o fogo atravessou o samba…

Fonte de pesquisa da foto

Assistindo  ao programa  ‘Esquenta’ pela na TV Globo, com a incrível guerreira Regina Casé,  me dei conta de que estava devendo uma reflexão pública – a particular eu fiz desde o primeiro momento que o impacto da notícia me alcançou –   sobre o incêndio na ‘Cidade do Samba’ –  http://migre.me/3S1WA – assunto que comoveu os fãs da folia carioca, no Brasil e no mundo.

De coração aberto, quero me solidarizar com as agremiações atingidas: Grande Rio, Portela e União da Ilha todas perderam uma parte dos seus desfiles no carnaval que se aproxima. Sendo a Grande Rio, muito prejudicada  no seu carnaval que já estava praticamente pronto.

O fato é que esse incêndio atravessou, literalmente, o caminho das  ‘Escolas de Samba’  dias antes do desfile, na passarela mais famosa do carnaval no planeta. Exageros à parte, quem nunca ouviu de um turista – seja brasileiro ou estrangeiro – a expressão de encantamento pela oportunidade de um dia estar na Marquês de Sapucaí?!

E o fogo imprevisto, mais uma vez, ameaçou a festa da alegria… esse sentimento que toma a alma do carioca o ano inteiro, mas que avassala no mês de fevereiro. Com certeza, esse incêndio não vai impedir a garra dos componentes das agremiações atingidas. As perdas materiais são imensas, mas a vida humana ficou intocada. Isso é o mais importante para eles, que vão desfilar com as respectivas bandeiras de suas escolas ‘tatuadas na alma’, e levando no coração a emblemática alegoria do amor ao samba, capaz de transformar dor em  alegria.

Como na lenda de Orpheu da mitologia grega que era poeta e músico: “partiu pela trilha íngreme que levava para fora do escuro reino da morte, tocando músicas de alegria e celebração enquanto caminhava, para guiar a sombra de Eurídice de volta à vida. Ele não olhou nenhuma vez para trás, até atingir a luz do sol. Mas então se virou, para se certificar de que Eurídice o estava seguindo.”

Assim como Eurídice, também o faz a magia do carnaval, ressurgindo das cinzas para seguir o Orpheu que vive em cada um desses valorosos criadores da alegria no mundo do samba, até atingir o brilho das luzes e o aplauso do público que os espera para cantar e dançar.

Que venha o Rei Momo! Os dias de folia se aproximam…

 

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: