A vida sempre fica melhor ao som das notas musicais… 

 

Gosto de ouvir música clássica, tocada por uma variedade de instrumentos. Mas Alison Balsom é arrebatadora!  Uma virtuosa que toca o seu trompete com um sopro que sai do peito cheio de sentimentos.

 

por Labouré Lima

Anúncios

“Há poder no amor. Não o subestime.” – Disse o Rev. Michael Curry na Homilia do #RoyalWedding #MeganAndHarry

33029256_1864908026864352_4351671219473350656_o

 

“Ponha-me como um selo em seu coração, como um selo em seu braço; porque o amor é tão forte quanto a morte, uma paixão sólida como a sepultura. Seus clarões são clarões de fogo, uma chama violenta. Muitas águas não podem apagar o amor, nem inundações podem afogá-lo.

Dr. Martin Luther King Jr. disse certa vez: ‘Precisamos descobrir o poder do amor, o poder redentor do amor. E quando descobrirmos isso, seremos capazes de fazer deste velho mundo um novo mundo. O amor é o único caminho.’

Há poder no amor. Não o subestime. Qualquer um que já tenha se apaixonado sabe o que eu quero dizer. Mas pense no amor sob qualquer forma. Ser amado e expressar amor é bom. Há alguma coisa certa a respeito disso. E por um motivo. Um antigo poema medieval diz: ‘Onde houver o amor verdadeiro, o próprio Deus estará presente.’ Na Bíblia, João diz isso da seguinte forma: ‘Amada (o), vamos amar um ao outro porque o amor vem de Deus; todos os que amam são filhos de Deus. Aquele que não ama não conhece Deus Porque Deus é amor.’

Há poder no amor. O amor pode ajudar e curar quando nada mais pode. O amor pode levantar e liberar para a vida quando nada mais o fará.

E o amor que aproxima duas pessoas é o mesmo amor que pode mantê-las juntas, seja no cume da felicidade ou nos vales da dificuldade. O amor é forte como a morte. Seus clarões são clarões de fogo. Muitas águas não podem apagar o amor. O amor pode ver através de você. Há poder no amor. Mas o amor do qual eu falo não é apenas para casais que se casam ou apenas para relações pessoais.

Jesus de Nazaré nos ensinou que o caminho do amor é o caminho para uma relação verdadeira com o Deus que criou todos nós, e o caminho para uma relação verdadeira com os outros como filhos de um único Deus, como irmãos e irmãs na família humana de Deus.

Um erudito disse isso da seguinte maneira: ‘Jesus encontrou o mais revolucionário movimento da História humana: um movimento construído sobre o amor incondicional de Deus pelo mundo e o mandato para viver este amor’ (Charles Marsh, ‘The Beloved Community’)

E ao fazer isso, mudamos vidas e o próprio mundo. Há um motivo para isso. Um velho ‘spiritual’ pode sugerir por quê:

‘Se você não pode pregar como Pedro, / E não pode rezar como Paulo, / Você pode falar do amor de Jesus, / Como ele morreu para nos salvar / Há um bálsamo em Gileade / Para curar os feridos / Há um bálsamo em Gileade / Para curar a alma doente do pecado / Apenas fale sobre o amor de Jesus, / Como ele morreu para nos salvar.’

Ele não sacrificou sua vida por si mesmo, por nada que pudesse ganhar. Ele fez isso pelos outros, pelo outro, pelo bem e o bem-estar de outros. Isso é amor.

Como Paulo diz isso?

O amor não é invejoso, rude ou arrogante / O amor não busca os seus próprios interesses. / O amor é altruísta, se sacrifica, é bom e justo. / O amor busca o bem e o bem-estar do outro. / O amor cria espaço para que o outro seja. / Esse amor, esse é o caminho de Jesus. E é o que muda o jogo. / Imagine nossos lares e famílias quando esse caminho de amor é escolhido. / Imagine nossos bairros e comunidades quando o amor é o caminho. / Imagine nossos governos e nossos países quando o amor é o caminho. / Imagine os negócios e o comércio quando o amor é o caminho. / Imagine o mundo quando o amor é o caminho. / Nenhuma criança iria para a cama com fome em um mundo como esse. / A pobreza seria história em um mundo como esse. / Nós trataríamos uns aos outros como filhos de Deus, sem prestar atenção nas diferenças. / Nós aprenderíamos a largar nossas espadas e escudos à beira do rio e não estudaríamos mais a guerra. / Haveria um novo céu, uma nova terra, um novo mundo. / Uma nova e bela família humana. / Este é o sonho de Deus / O amor é tão forte quanto a morte / Seus clarões são clarões de fogo / Muitas águas não podem apagar o amor.”

32917089_1864907640197724_4262922802702581760_o

 

32880543_610081696038890_7199635390314053632_o

 

O reverendo Michael Bruce Curry, da Igreja Episcopal dos EUA, foi convidado para fazer a homilia do casameno do príncipe Harry e da atriz Meghan Markle — quebrando um protocolo britânico. No discurso, ele fez questão de citar o ativista Martin Luther King, assassinado há exatamente 50 anos, em 4 de abril de 1968. Curry, o primeiro negro a ser escolhido bispo presidente da Igreja Episcopal, é um ativista conhecido por sua profunda preocupação com a justiça social. O ‘spiritual’ citado por Curry, “Há um bálsamo em Gileade”, era cantado por negros no Sul dos Estados Unidos. A seguir, o sermão que pronunciou na Capela de São Jorge, em Windsor, diante da realeza britânica.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/mundo/o-poder-do-amor-leia-texto-completo-do-sermao-do-casamento-de-harry-meghan-22698444#ixzz5FzY6frDW
stest

 

Bom mesmo é ser feliz de verdade!

flores com sol

 

A falsa felicidade nada mais é do que uma névoa através da qual algumas pessoas se iludem ao espiar uma perspectiva irreal, imaginando que assim enxergam melhor à vida. Talvez acreditem que seja mais fácil viver a sonhar de olhos abertos. Só que não… Pois ao se dar conta, pode ser que a pessoa já esteja tão perdidamente iludida que não sabe mais como resolver as questões da vida real. É aí que mora o perigo de alguns confrontos internos acontecerem, sem chance de retornar ao ponto de partida. O certo é que precisamos aprender a enfrentar as nossas questões, por mais difíceis que sejam. Todas as pessoas têm capacidade para descobrir como lidar com a realidade. Esse exercício é fundamental. Sem isso, não há como ter uma personalidade bem resolvida. E ser feliz de verdade!

Um fim de semana abençoado. Grande abraço,

Labouré Lima

#RoyalWedding Felicidade aos noivos!!   

meganharry

O amor tem dessas coisas… Só ele é capaz de quebrar imensas barreiras! Penso que a representatividade de Meghan Markle ao lado do Príncipe Harry poderá dar visibilidade a muitas causas internacionais. Principalmente se observarmos a sua afrodescendência. Até bem pouco tempo atrás não se cogitaria que a miscigenação pudesse alcançar a linha sucessória da Coroa Britânica. Acredito que Lady Diana, aonde estiver, deve estar aplaudindo o seu filho caçula por essa quebra de paradigmas. Que o amor prevaleça e sejam felizes para sempre ❤️❤️

 

Lady Di

megan e mãe

“Nesses tempos de ódio é bom andar amado” ❤️

32602618_10210107694922393_5275623516404711424_n

 

Todo mundo precisa andar amado…

Ame-se❤️

Amor e amizade não tem religião… Descubra o que uma judia ortodoxa e uma muçulmana têm em comum, apesar de suas religiões e culturas serem tão diferentes.

‘Alguém que me ame de verdade’ é uma história de amizade entre uma judia ortodoxa e uma muçulmana que se conhecem numa escola do Brooklyn, onde ambas lecionam. Descobrem que apesar das diferentes culturas, têm muito em comum, inclusive a pressão familiar para quem cedam ao casamento arranjado. (Postado com legendas em português por Vinicius Lirio )

Descubra o que uma judia ortodoxa e uma muçulmana têm em comum, apesar de suas religiões e culturas serem tão diferentes. O roteiro sugere que reflitamos sobre conviver com respeito, amizade e amor. Independente de raça, cor ou credo, as pessoas têm os mesmos direitos de preservar as tradições da sua origem. Cada ser humano é um mundo particular. E assim, tantos pensamentos diferentes fazem do mundo um lugar plural e cheio de desafios. Que hajam mais pessoas dispostas a demolir as barreiras da convivência e comprovar que elas não são instransponíveis.

Amei a delicadeza do filme e em linhas gerais me encantei pela simplicidade com que foi tratado um tema tão polêmico como o relacionamento entre pessoas de crenças tão diferentes. E o curioso é que tanto os muçulmanos quanto os judeus têm tradições em comum.

Estamos precisando observar o mundo com menos intolerância e mais compreensão.

Um abraço,

Labouré Lima

E se este mundo for o inferno de outro planeta? — perguntou Aldous Huxley.

 

10561595_10154417217900075_4243765036052747130_n

 

Vamos imaginar que a pergunta do escritor Aldous Huxley pudesse ser respondida por um texto que o autor Italo Calvino escreveu para o seu livro ‘As Cidades Invisíveis’.

(por trás da descrição de cidades impossíveis de existir se revelam as qualidades e mazelas das que existem de fato, num intricado enredo em que Marco Polo, o navegador veneziano, narra suas viagens a Kublai Khan, imperador mongol do século XIII famoso então na Europa. Teoricamente estaríamos na época em que Khan recebeu Marco Polo pra uma conferência, porém as cidades descritas se localizam, mais apropriadamente, no plano do não-tempo)

Diz Italo Calvino:

“ – O inferno dos vivos não é algo que será; se existe, é aquele que já está aqui, o inferno no qual vivemos todos os dias, que formamos estando juntos. Existem duas maneiras de não sofrer. A primeira é fácil para a maioria das pessoas: aceitar o inferno e tornar-se parte deste até o ponto de deixar de percebê-lo. A segunda é arriscada e exige atenção e aprendizagem contínuas: tentar saber reconhecer quem e o que, no meio do inferno, não é inferno, e preservá-lo, e abrir espaço.” (p. 150)

A vida da dor e a vida do amor. Escolhamos o amor

 

 

 

 

Moacyr Franco escreveu…

CC5POKoWIAAD3Rc

 

Eu não quero saber
De onde é que você está chegando…
Eu não quero saber
Qual a cor do seu Deus,
Sua pele, seu partido
Ou seu bando…

Não preciso saber
O que faz, o que fez
Certo ou errado…
Não preciso saber
Pois nem sempre o que a lei
Manda ser ou fazer,
É o justo ou pecado…

Eu só quero saber, meu irmão
Porque é que você chora tanto,
E o que é que eu preciso fazer
Pra secar este pranto…
De amor é que eu vivo,
Do amor eu nasci,
Se abrace comigo,
Ele está aqui!

 

 

 

É a essência que revela a verdadeira beleza… 

“Nunca sinta vergonha

de usar a mesma roupa,

de não ter um grande celular

ou de ter um carro velho,

vergonha é fingir ser alguém

que você não é.”   

 

Coragem é o medo que rezou suas orações…

 

DX40n0rXUAUbPNq

 

“Que a minha coragem

seja maior que o meu medo

e que a minha força

seja tão grande quanto a minha fé”

 

Entradas Mais Antigas Anteriores

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: