Grande lição de sabedoria, amor e respeito… “A lenda do monge e do escorpião”

Imagem

Certo dia um Monge tibetano passeava nas margens do Rio Bramaputra com seus discípulos  e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, mergulhou na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio.

Foi então a margem tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

– Mestre, deve estar doendo muito! Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:
– Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha. A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.

E foi por isso que salvei a sua vida.

Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com que nos relacionamos. Não podemos e nem temos o direito de mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode. Devemos fazer a nossa parte com muito amor e respeito ao próximo. Cada qual conforme sua natureza, e não conforme a do outro.

“Jesus disse: conhece-se a árvore boa ou má, pelos frutos.” Cada um dá aquilo que têm, não podemos esperar maçãs, de um limoeiro, assim como o monge não esperou carinho do escorpião.

Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam…

Amém! Que assim seja!

Fonte: Desconheço o autor. Há muitas formas de contar essa história… pesquise na web e escolha a sua versão.

Anúncios

#MeioAmbiente A terra é nossa! A Mãe #Natureza pede respeito! #MJ

O tempo cuidará de tudo, inclusive de apontar as causas e os culpados!

Expressando solidariedade, respeito e pesar por tanto sofrimento.

Do lado de cá da ponte Rio-Niterói, estamos solidários com essa lacuna que se abriu de forma tão avassaladora na vida carioca. O mar que nos separa é o mesmo que nos une em tudo, tanto nas festas como nas lágrimas de dor pungente.

Apesar do tempo decorrido há familiares mergulhados na imensa angústia da espera, acreditando que um milagre possa ainda resgatar sobreviventes… só em Deus!

Nos primeiros instantes correram muitas informações controversas na imprensa. Pelo Twitter muitas pessoas compartilharam informações no desenrolar da tragédia, enveredaram pelo amanhecer e prosseguiram pelo dia afora. A medida em que as horas se distanciavam do impacto da notícia, muitos se recolheram no silêncio da reflexão e oração. O povo carioca que é sempre alegre,  mostrou-se hesitante no assunto para não machucar ainda mais a imensa ferida aberta no coração de todos.

Nesse momento, a “cidade maravilhosa” se veste de luto e sofre pelos cidadãos que perderam suas vidas no desabamento da Avenida 13 de Maio. Cada uma das vítimas, ao seu modo, representava um exemplo de dedicação ao trabalho. Senão todos, a maior parte dos que desapareceram em meio aos escombros desse triste evento, estavam naquele local pela mesma razão. Defendiam que trabalho e estudo lhes traria uma vida melhor no futuro.

Por todas as vítimas, as que já foram encontradas e as que ainda estão soterradas, entregamos nossas orações a Deus pedindo Paz e Luz para suas almas.

Para as famílias enlutadas enviamos nosso carinho e conforto espiritual, rogando aos céus infinitas bênçãos de fé,  coragem e esperança para que a tristeza que se abate sobre suas vidas seja superada com o tempo. Pois, só ele cuidará de tudo e vai apontar as causas e os culpados.

Sempre orando e pondo a confiança em Deus, pedimos muita Paz  para as famílias envolvidas!

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: