#ATeiaDosSonhos Os jovens precisam conhecer esse livro! Grata por colaborar na divulgação.

 

Com uma narrativa envolvente, A Teia dos Sonhos apresenta aos jovens leitores a beleza e o poder da amizade, a dor de uma perda, o caminho da superação e no meio do caos, o amor. Uma história sobre a difícil tarefa de crescer e aprender a perdoar aquilo que jamais será esquecido. Nessa jornada do amadurecimento, A Teia dos Sonhos nos mostra que para ser feliz é preciso estar vivo.

A Teia dos Sonhos foi escrito pela doutora em Cultura Contemporânea e professora de adolescentes da Rede La Salle Abel, em Niterói, Karine Aragão.

Anúncios

#Oremos pelas famílias de #SantaMaria para que encontrem a resistência que tanto precisam, com amor, fé e coragem.

Imagem

Queridos, sendo mãe de duas jovens quero abrir meu coração solidário às mães de Santa Maria, valendo-me das flores do 4º Motivo da Rosa colhidas no jardim das letras de Cecília Meireles, e bem cultivadas no mural da Maria Alice De Toledo Gaspar, no FaceBook. Através dessas rosas quero deixar a minha sentida reflexão de amor, Paz e Bem a essas mães que sofrem como a roseira machucada quando arrancam suas flores, sabendo que cada rosa ao perder suas pétalas sobreviverá no perfume da saudade… que é eterna. É isso que vai restar ao coração dessas mães que estão chorando a ausência dos seus filhos…

Com todo sentimento que trago na alma, elevo minhas preces a Deus pedindo conforto para as famílias enlutadas; pedindo muita força para que os sobreviventes sejam curados dos seus ferimentos, no corpo e na alma. E que os anjos da calma e do aprendizado estejam com todos eles, ensinando-os a encontrar a resistência que tanto precisam, no amor, na fé e na coragem, nesse momento de árdua luta pela continuidade da vida.

Que Deus abençoe a todos e enxugue o pranto das famílias de Santa Maria, RS ♥ Amém! 

4º Motivo da Rosa

de Cecília Meireles

Não te aflijas com a pétala que voa:
também é ser, deixar de ser assim.

Rosas verá, só de cinzas franzida,
mortas, intactas pelo teu jardim.

Eu deixo aroma até nos meus espinhos
ao longe, o vento vai falando de mim.

E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: