Que amor é este?! Amor de Mãe: “…você deve se lembrar que eu te amo!”

AMOR DE MÃE

Que amor é este?! Esta é uma verdadeira história de sacrifício da mãe durante o terremoto no Japão. Depois que o terremoto acalmou, quando os BOMBEIROS chegaram as ruínas da casa de uma jovem mulher, viram seu corpo morto através das rachaduras. Mas a pose era de algum modo estranha… ela ajoelhou-se como uma pessoa que estava adorando: seu corpo estava debruçado para a frente, e suas duas mãos estavam apoiando algo. A casa caiu … caiu em suas costas e cabeça. Com tantas dificuldades, o líder da equipe socorrista colocou a mão através de uma fenda na parede para alcançar o corpo da mulher. Ele estava esperando que a mulher pudesse estar viva. No entanto, o corpo frio e duro disse-lhe que ela tinha morrido…

Ele e o resto da equipe deixou a casa e estavam indo para procurar o prédio ao lado que entrou em colapso. Por algumas razões, o líder da equipe foi impulsionado por uma força irresistível a voltar para a casa da mulher morta. Novamente, ele ajoelhou-se e através das rachaduras estreitas, pesquisou o pouco espaço de baixo do corpo morto. De repente, ele gritou com entusiasmo:

“Uma criança! Há uma criança!

“Toda a equipe trabalhou em conjunto; eles removeram cuidadosamente as pilhas de objetos entre as ruínas, em volta da mulher morta. Havia um menino de 3 meses de idade enrolado em um cobertor florido sob o corpo morto de sua mãe. Obviamente, a mulher tinha feito um último sacrifício para salvar seu filho. Quando sua casa estava caindo, ela usou seu corpo para fazer uma capa para proteger seu filho. O menino ainda estava dormindo pacificamente quando o líder da equipe o pegou. O médico chegou rapidamente para examinar o menino. Depois ele abriu o cobertor, e viu um telefone celular dentro do cobertor. Havia uma mensagem de texto na tela que dizia:

“Se você puder sobreviver, você deve se lembrar que eu te amo.”

Este celular foi passando em torno de uma mão para outra.Todos que leram a mensagem se emocionaram. “Se você sobreviver, você deve se lembrar que eu te amo.” Tal é o amor da mãe por seu filho!

Não esqueça de clicar no botão de compartilhamento …
Fonte: http://www.facebook.com/emerson.marin.7
Anúncios

Enquanto houver vida…

 

O outono chegou e  o mês da mulher já está se despedindo…

Quantos acontecimentos trágicos ocorreram no mundo, nesse período!

O destaque, sem dúvida, é o terremoto seguido de tsunami  no Japão que mudou o eixo da terra e trouxe o risco de um acidente nuclear, uma ameaça ainda presente…

Como se não bastasse… ainda estamos tentando entender a crise na Líbia e como seus reflexos podem influenciar a vida no ocidente… isso sem falar no espírito solidário que é despertado pelas imagens do noticiário: “A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) concordou em assumir o comando total das operações militares na Líbia, o que implica a direção dos ataques contra alvos terrestres, destinadas à proteção da população civil líbia.”

São tantas perguntas se infiltrando na nossa cabeça que a todo instante surgem indagações novas: será o fim de tudo? quando será? como será? estará próximo? existe a possibilidade de que um simples botão possa causar destruição em massa? ou tudo isso faz parte de uma teoria da conspiração para fragilizar a humanidade, enquanto um grupo assume o controle da nova ordem mundial? seria isso possível? talvez… quem sabe?… Não se pode negar que a globalização reduziu o mundo ao tamanho da palma da mão.

Seja como for,  isso nos leva a uma grande reflexão sobre a vida, e o que estamos fazendo de nós mesmos, ou como estamos vivendo… Com certeza, essa onda de acontecimentos, deve ter feito muita gente refletir sobre a importância de se viver cada dia, como se fosse o último, valorizando mais e mais essa dádiva que se chama vida…!

E a propósito desse post, não era para abordar as agruras do mundo, mas acabou acontecendo…

Na verdade, a proposta primordial era partir da música para dedicar o post  às mulheres… essas que estão apaixonadas… ou aquelas que sofrem por um amor não correspondido… ou mesmo as que desejam encontrar o ser  amado e viverem felizes pra sempre!

Essa música, na verdade, deve ser ouvida como um alerta para que a mulher acorde em tempo, e não se deixe usar como objeto…

Um amor vale muito, sim ele vale! Mas a vida vale muito mais que apenas um amor…!

Enquanto houver vida, existirá sempre a possibilidade de se amar muitas vezes…

O amor não se resume na existência de apenas uma pessoa na nossa vida. Todas as pessoas que estão a nossa volta merecem receber o nosso amor. As formas de amar é que são diferentes! É preciso ter atitude para realçar os verdadeiros valores e observar a intuição para entregar o amor a pessoa certa…

A mulher deve procurar observar a alma feminina que existe em cada homem. Alguns aceitam, outros não. Os que negam são os machistas. Já os que aceitam, são maravilhosos companheiros! Eles entendem a mulher verdadeiramente e sabem compartilhar do seu sentimento. São homens que aprenderam a valorizar a mulher em sua plenitude!

O amor verdadeiro amor, não é egoísta. A sua essência é livre por natureza e por isso não precisa ser acorrentado!

Amar sem sofrer é quase uma utopia!  Mas,  sofrer por amor não pode existir como ideal de vida!

Lindo é viver, amar e deixar viver… tudo sempre por amor!

Amazing Grace – Uma canção em prece pelo irmãos japoneses…

As crianças sempre nos comovem por sua pureza e inocência. Não por acaso, escolhi a voz de um anjo – Rhema Marvanne – para ouvir e dedicar essa prece. Convido-os a orar pelas vítimas que sucumbiram na tragédia avassaladora que foi o Terremoto seguido de Tsunami no Japão. Ouçamos a música buscando a sensação de Paz interior que aflora com o Poder da Oração. Na simplicidade desse pequeno gesto de solidariedade, dedicamos juntos o nosso minuto de silêncio por todos que sofrem no Japão. Pedimos a Deus que toque fortemente seus corações e os revitalize na esperança de dias melhores. Paz e Bem!

Amazing Grace Traduzida

Surpreendente Graça! Quão doce é o som
Que salvou um náufrago como eu
Eu estava perdido, mas fui encontrado
Eu estava cego mas agora vejo
Foi a graça que ensinou o meu coração a ter medo
E a graça aliviou os meus medos
Quão preciosa aquela graça apareceu
Na hora em que eu acreditei
Por muitos perigos, trabalhos pesados e armadilhas
Eu já passei
Essa graça que me trouxe em segurança de tão longe
E graça me conduzirá ao lar
O Senhor prometeu boas coisas para mim
Sua palavra segura minha esperança
Ele será o meu escudo e quinhão
Enquanto a vida durar
E quando essa carne
E o coração passarem
E a vida mortal cessar
Eu terei
No vale
Uma vida de alegria e paz
Quando estivermos lá há dez mil anos
Claros e brilhantes como o sol
Não teremos menos dias para cantar e louvar a Deus
Que nos dias quando começamos
Surpreendente Graça! Quão doce é o som
Que salvou um náufrago como eu
Eu estava perdido, mas fui encontrado
Eu estava cego mas agora vejo

Conheça a história e a origem dessa música

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: