191 anos da morte de Gonçalves Dias, poeta

Se encontro alguma coisa significativa que me transporta a Portugal, então eu me entrego com a alma cheia de paixão e saudade. Nunca me recuso a fazer essa viagem, e ainda que seja virtual, se der prazer aos sentidos, então vale a pena, sempre vale!!

Falando em Literatura...

 “Gonçalves Dias (Antônio G. D.), poeta, professor, crítico de história, etnólogo, nasceu em Caxias, MA, em 10 de agosto de 1823, e faleceu em naufrágio, no baixio dos Atins, MA, em 3 de novembro de 1864. É o patrono da Cadeira n. 15, por escolha do fundador Olavo Bilac. ” (Fonte: ABL)

Amanhã completará 191 anos do falecimento do poeta romântico Gonçalves dias. Os seus dois poemas mais conhecidos, “A canção do exílio” (1843), poema autobiográfico, ele estudou em Coimbra (Portugal) e contou em forma de versos a saudade do Brasil; e o poema épico “I- Juca- Pirama“, um poema indianista incrível, tanto na forma quanto conteúdo. Graças a Gonçalves Dias e a José de Alencar, principalmente, começou a ser escrita uma literatura genuinamente brasileira no país.

Dias não teve sorte no amor, apaixonou- se por uma menina de 14 anos, mas foi rejeitado pela família da moça por…

Ver o post original 702 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: