O ser pobre não faz o homem perder a sua condição de igualdade, se tiver dignidade!

Image

No fundo, a velha frase do saudoso carnavalesco Joãozinho Trinta acaba sendo pura verdade: “pobre gosta de luxo, quem gosta de pobreza é intelectual”. Se formos avaliar criteriosamente, o rolezinho no Plazza Shopping de Niterói não é novidade nenhuma! Sempre houve uma convivência entre os frequentadores de todas as classes, desde Icaraí e adjacências, São Gonçalo e a periferia de Niterói. 

Mesmo quem não curte o sistema, acaba por fazer política o tempo todo: pela preservação da família, a boa vizinhança, o ambiente de trabalho, a convivência na igreja, nas nossas amizades, na sociedade e por aí vai… até mesmo o rolezinho é uma forma de política sim, uma política de comportamento que precisa ser debatida, compreendida e aceita nessa sociedade do terceiro milênio.

Se não machucar ninguém e não vandalizar… que mal tem?! Deixa a galera se expressar: “Eu só quero é ser feliz / Andar tranquilamente na favela onde eu nasci / E poder me orgulhar / E ter a consciência que o pobre tem seu lugar.”

O ser pobre não faz o homem perder a sua condição de igualdade, se ele tiver dignidade. Essa sim, é uma riqueza que não se mede pela conta bancária. E aí, somos todos iguais.

Tem momentos que a gente se vê cutucado e não pode emudecer. Quem cala consente. Esse país só vai mudar quando a Educação ocupar seu posto e não for mais um jogo de palavras a serviço do marketing político. Parece que “a velha queda de braço entre a direita e a esquerda” está usando o ‘rolezinho’ como pano de fundo; e aí vem a histeria política de novo, usando as pessoas como instrumento. Nós já tivemos o ‘jogo da direita’, agora temos o ‘jogo da esquerda’. E a ‘massa de manobra’ continua sendo usada, como sempre foi. Carnaval, futebol, seguro desemprego, bolsa família, minha casa minha vida, tudo isso cria uma cortina de fumaça que cega o povo. Educação que é bom, nada! Tanto a direita quanto a esquerda está se lixando para a Luta de Classes, o que interessa ao jogo político é o poder. E o pobre que se exploda?! Isso não é um modelo de sociedade justa!! 

Monitoramento e Segurança Pública não pode ser um modelo de serviço para atender dias especiais, tem que fazer parte da rotina que nos assegura o direito de ir e vir. Isso é como café-com-pão-e-manteiga e feijão-com-arroz, não pode faltar nunca!!

Paz e Bem a todos! É disso que nós precisamos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: