Basta de matar seres inocentes!…

Diante de um grupo coeso é preciso ter muito cuidado para não criar divergências. Assuntos como religião e política estão entre os temas que mais criam polêmicas no mundo, se não forem tratados com respeito e diplomacia.

Religião por exemplo, é um tema que quando está em evidência, acaba se tornando alvo de muita discussão e  invariávelmente se torna um fator desagregador.  Mesmo sabendo que todos os caminhos levam a Deus, o ser humano ainda não evoluiu para respeitar o livre arbítrio de cada um   na escolha de suas próprias crenças. E a humanidade está caminhando na contramão do amor e da paz…  e marchando para a guerra!

Experimente começar  uma conversa sobre os conflitos na Faixa de Gaza, e logo será possível entender e dimensionar como é delicado tratar desse tema. Em poucos instantes, será  instaurada uma discussão sem precedentes.

É humanamente impossível aceitar que esse conflito que já dura 60 anos, tenha se transformado numa guerra, que abriu  uma enorme ferida no coração do mundo, face aos horrores  e atrocidades, uma verdadeira barbárie contra crianças, idosos e mulheres, pessoas indefesas, enfim. No meu modo de ver, ambos os lados estão errados! Não há como dar razão a Israel,  para matar gente  inocente  da forma cruel como está acontecendo!

É inadmissível ver um povo que já sofreu tanto e se tornou respeitado aos olhos do mundo, por seu exemplo de força e superação, se tornar o vilão da história contemporânea! Não dá pra aceitar os absurdos que temos acompanhado na internet, com gente se manifestando a favor da destruição, através de mensagens do tipo: “é isso mesmo, Israel tem que acabar com eles!”

Por outro lado, também não se pode admitir, o comportamento radical e irrascível dos Palestinos, que usam seres inocentes de suas próprias famílias, como escudo humano para chamar atenção e o olhar do mundo, em decorrência do que estão enfrentando. Isso é cruel demais! É falta de humanidade!

Outro dia, entrei na BBC para ler os assuntos internacionais, e encontrei um comentário que falava das guerras na idade média. É uma utopia imaginar tal coisa, hoje, na era da técnologia e globalização… mas, tenho que concordar com a utopia de que os interessados na guerra deveriam encontrar um lugar onde eles pudessem lutar até que o vencedor fosse proclamado, desde, estivessem bem longe de atingir pessoas que não querem morrer pelo conflito!  E sim, querem viver em PAZ!

Existe muita gente sensata no mundo,  e que se rendeu ao sagrad0 direito de protestar, resgatando um grito que já se fez ouvir em outros momentos da humanidade:  “FAÇA AMOR NÃO FAÇA GUERRA!”  Em nome de Deus,  o mundo espera que aconteça logo uma intermediação para o cessar fogo! Basta! O mundo não vai perdoar o derrame de sangue de tantos seres  inocentes!

___________________________________

Como legado desse protesto, deixo para os leitores do blog, uma mensagem  escrita por  Torres Pastorino:

“Acate com respeito todas as religiões.

Cada homem tem o direito de escolher o caminho que prefere.

Respeite a liberdade de crença dos outros, tanto quanto aprecia que respeitem a sua.

Não discuta nem procure tirar ninguém do caminho em que se acha, a não ser que seja procurado para isso.

Respeite para ser respeitado!”

___________________________________

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The twitteramigos Daily

Paperli.PaperWidget.Show({
pid: 'laboure_lima/twitteramigos',
width: 200,
background: '#FB0000'
})

%d blogueiros gostam disto: